Assine nossa Newsletter. E fique por dentro de todas as novidades da Resource IT

Mercado

O ouro que vem do Analytics na nova economia

Por

em

Cada vez mais a análise de dados está fortalecendo estratégias e criando diferenciais competitivos em empresas de variados setores da economia em todo o mundo. Não é uma prática nova, sabemos, mas, certamente, com a transformação digital, em um mundo altamente conectado, a avalanche de dados no universo corporativo tornou-se um desafio. Contudo, pode gerar ganhos valiosos se tratados de maneira inteligente.

O desafio e, ao mesmo tempo, o grande diferencial competitivo, é transformar os dados em informações valiosas para o negócio. Analytics é a chave desse processo. Podemos dizer que ele é a base para a inteligência competitiva da empresa, suplementando e apoiando outras tecnologias e conceitos como inteligência artificial, em que os melhores modelos de inteligência vêm de grandes volumes de dados qualificados.

E como lidar com a estrela do digital, IoT, que gera um volume monstruoso de informações por meio de dispositivos e sensores? Como dar valor a esses dados e criar modelos de inteligência para dar autonomia aos dispositivos? A resposta é Analytics.

Estudos apontam que a maior parte das empresas ainda não está dando a devida importância para a análise dos seus dados. É uma questão de necessidade e de cultura. Mas é preciso primeiramente passar a elas a importância do gerenciamento dos dados e mostrar como separar o joio do trigo.

O instituto de pesquisa e consultoria global Gartner divulga que as organizações poderiam melhorar suas análises para obter benefícios potenciais, contudo ainda estão longe disso. Para mudar esse quadro, a Resource leva às empresas uma mensagem que possui três grandes momentos:

  1. Estruturar e saber de onde vêm os dados e, assim, organizá-los para transformá-los em informação
  2. Pensar na arquitetura com a qual a informação será armazenada e disponibilizada. Dessa forma, proporcionará a segurança da consistência e da sua disponibilidade de maneira inteligente para o negócio
  3. Trabalhar com a descoberta dos dados de forma ágil traz os diferenciais competitivos e tomadas de decisão rápidas

Aliada a essas mensagens, temos obtido sucesso nesse segmento e contribuído para criar vantagens competitivas aos nossos clientes. Para isso, estamos investindo na especialização do nosso time em big data e em parcerias estratégicas com os principais players do mercado, incluindo o mundo Open Source.

No garimpo do ouro

Com o grande volume de informações gerado por uma empresa, proveniente de todo o canto –  consumidores, parceiros e concorrentes, dentro e fora (mídias sociais por exemplo) dos domínios corporativos –, é preciso antes de tudo estruturar o cenário para coletar essa massa de dados.

O primeiro passo é criar o lago (repositório), depois colocar a água (dados) das fontes relevantes para a companhia como, por exemplo, ERPs, CRMs e mídias sociais, e assim criar o que o mercado chama de data lake. Isso exige um projeto de engenharia de dados para coletar dados estruturados e não estruturados de forma segura.

O segundo é trabalhar com a ciência dos dados, geralmente estatísticos, que se aprofundam no negócio e dão suporte à criação de insights para se extrair informação de valor de toda essa massa.

Em conjunto com o negócio, é possível obter excelentes resultados, utilizando metodologias ágeis para execução de projetos que tragam à tona informação relevante.

Acreditamos que as ofertas trazem robustez, segurança e base para suportar nossos clientes na ampliação dos seus negócios. Se pensarmos em uma estrada para o futuro, no qual teremos massivamente veículos autônomos, drones, dispositivos cada vez mais inteligentes, sensores em todos os lugares, robôs operando tarefas rotineiras, o pavimento para esse caminho sem dúvida é o Analytics.